quarta-feira, 7 de dezembro de 2011

Anna Beatrip

Essa postagem é pra trazer à tona um blog bem legal que
acabou de nascer, e tem um nome super bacana também!

É claro que esse aqui continua, mesmo com a irregularidade de sempre. hehe

Pra quem tiver interesse e quiser passar lá:

http://annabeatrip.blogspot.com
Vou ficar feliz com a visita =)

Beijos.

sexta-feira, 11 de novembro de 2011

Pro bom entendedor.

08/11/11

Meio dia e está tão gelado.
O sofá de couro,
o virol da cama,
meu nariz.
Quanta frieza por metro quadrado.

A reforma arbitrária,
o martelo latente,
o sono incontente.
De todos os males,
A chuva contrária.

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

Enquete

Grande bobeira minha fazer essa enquete, mas quero saber dos poucos
leitores que me acompanham:

Qual(is) seu(s) texto(s) favorito(s) aqui desse blog?

Não vou revelar ainda qual o motivo especial da pergunta, apesar de ser
quase óbvio.
Peço que deixem nos comentário o link dos textos.

Parece bobagem, mas é importante pra mim. Colaborem. rs

*Aqui na lateral vocês podem acessar o histórico das postagens.

segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Meu choro é um vômito atrasado.

Tenho me sentido cada dia mais forte em meio à fraqueza.
Só Deus sabe o que se passa no meu interior, como as estruturas
estão abaladas, como tem doído, mas com isso vejo claramente
a mão de Deus..
Serei eternamente grata pelo Seu cuidado.
Pedi em oração que ele não me deixasse sofrer, e que tomasse o
controle do meu coração, e assim o fez.
Pedi 'afaste de mim o que me afasta de Ti, mesmo que doa',
e assim tem feito.
Ninguém sabe do que se trata a dor, e talvez estejam surpresos com
essas declarações porque sempre fui ombro, mas cá estou.
E quando digo ninguém, significa ninguém mesmo.
Nem o mais próximo dos próximos.
Sofro, mas sei que assim será melhor. Sei, e como sei.
Hoje meu choro é resquício do que guardei; do que ainda guardo.
Meu choro é um vômito atrasado.
Pai, mãe, irmão, caminhar com vocês me fez entender que não
devemos nos submeter à dor eterna, ao pesado fardo;
me fez abrir os olhos e ver que lobos tem pele de cordeiro.
Hoje só quero crer que pela manhã meu choro será riso.

(25/09/11)

terça-feira, 13 de setembro de 2011

Por que será?

É muito duro quando você percebe que já não pode fazer nada. Da mesma forma que é estranho entender que não escolhemos onde, nem quando, nem em que família nascer. É muito duro ver que consigo excluir pessoas da minha vida com facilidade, enquanto prefiro morrer a me afastar de outras. Dói quando você perde a discussão e ainda pede perdão; quando as lágrimas correm sem aparente razão. E tudo isso fica girando aqui dentro sem parar. Por que será?

terça-feira, 2 de agosto de 2011

Bem por aí.

Ia lamentar o tempo que não posto, mas já entendi que não é bem por aí.
Existe o tempo certo pra por pra fora aquilo que já não cabe aqui dentro.
E talvez o que não cabe aqui, já não cabe aí também.
Tenho passado por experiências curiosas e desconhecidas por muitos,
e confesso que não sei o que dizer. Na verdade sei tanto, que não posso.
Poucos, e eu falo isso com muita certeza, viveram/em/rão o que hoje
eu vivo. Lamento não poder expressar com mais palavras, e é péssimo
gerar essa dúvida em você que me lê, mas paciência.
Hoje li que "o tempo é um amigo que não deixa as coisas acontecerem
enquanto você não estiver preparado", no meu caso, meu tempo tem nome:
Deus.
E preciso concordar.
Deus é um amigo desses, e sabe quando chega a hora de ocorrer. Incrível.
Já não contesto, e tento por meu medo de lado.

sábado, 18 de junho de 2011

Me falta até o ar.

Quanta ganância.
Quanta incompreensão.
Quanta cobrança.
Quanta ingratidão.
Quanta impaciência.
Quanta falácia.
Quanta inconsistência.
Quanta audácia.

Quanto 'ser humanismo'.

segunda-feira, 6 de junho de 2011

Out of time.

Eu queria poder rasgar todas as palavras e cuspir as verdades
pra que você soubesse.
Infeliz conveniência.
Quem me dera poder arrancar todos os medos e falsos anseios;
esquecer todos os erros; resgatar os meus acertos.
Quem me dera poder amar sem julgar.
Seria tão mais fácil se eu fosse menos vulnerável, se eu não
temesse seu famoso 'não';
se eu não precisasse explicar o que é tão óbvio;
se eu sentisse menos compaixão.
Gerar dúvidas em você que me lê, não é muito bom,
porque dúvidas geram especulação, mas é assim que tem que ser.

Porque de fato, só Deus sabe o que se passa no interior do homem.
No meu interior.

segunda-feira, 25 de abril de 2011

Eclesiastes 3:1

Por favor, carregue esse vídeo e somente leia se estiver ouvindo essa música.
Terá mais graça, prometo.

video

Antes de começar, e já começando, preciso dizer que sentada nessa
varanda, com esse vento me acariciando, ao som de um instrumental
de piano complementado pelo canto dos pássaros, é inevitável não escrever.

Nunca tanto tempo se passou sem que eu postasse aqui.
Quase um esquecimento...
Mas tudo tem seu tempo, e eu sou a prova disso.
Difícil definir em uma palavra só o que me aconteceu nesses tempos,
mas acho que ‘inacreditável’ é uma boa definição.
Deus surpreende, mas não imaginei que seria tanto assim.
Muito querido.
Engraçado que minha cabeça tá a mil pra escrever isso,
mas me faltam palavras.
Até abri aqui um sorriso achando graça de mim mesma.
Que condição gostosa, que bobeira...
Ganhei uma boneca, que na verdade ainda não saiu da caixa...
Que ansiedade!
Quero brincar com ela logo, mas ela precisa de mais um tempinho...
Eu aguento esperar.
De repente uma outra surpresa que ainda permanece entre eu e os céus.
Muito boa, bem legal, bem eu; meu diferencial.
Tô curtindo muito.
A saudade hoje me visita com mais frequência.
O receio da decisão também.
No entanto não carrego meu nome à toa,
‘aquela que vê a vida de perspectiva plena de otimismo e fantasia.’
Encerro lembrando-os que

“Tudo tem seu tempo determinado,
e há tempo pra todo propósito debaixo dos céu.”

Ec 3:1

quinta-feira, 24 de fevereiro de 2011

domingo, 20 de fevereiro de 2011

Passou.

Como é ruim passar um tempo longe daqui..
Queria ter tempo pra escrever todos os dias.

Essa semana foi muito boa pra mim, e em poucos dias
pude perceber que cresci.
Me desprendi.
Literalmente desconstruí.
Primeira semana com meu novo curso na faculdade, e
foi melhor do que imaginei. Desenhei uma cena bizarra
pra esses dias e não aconteceu assim. thank God
Claro que nem tudo são flores, tive um dia péssimo,
com pessoas péssimas, tudo péssimo. Passou.
Hoje tô cansada, de verdade verdadeira. Preciso de uma
noite de puro sono e descanso.
não sei quando essa noite vai chegar, mas aguardo ansiosa.
Muitos projetos, planos, pessoas novas e incríveis..
Oportunidades se abrindo.. Tudo novo, mais concreto.
Essa semana finalmente entendi que nem tudo que
parece ser, é. Muita atenção.

Não deposite no homem a sua confiança.
Encarregue a Deus
cuidar pra você.

domingo, 6 de fevereiro de 2011

Simples assim.

É muito bom ser reconhecido aí fora pela bandeira que você
carrega sem mesmo precisar abrir sua boca.
É uma sensação muito prazerosa, de dever cumprido. Não é?
Uma coisa que eu aprendi é que não devemos nos moldar a partir
dos outros. Definitivamente.
Vou contar um 'testemunho' (se assim posso chamar) e espero
que você tenha paciência pra ler. hehe

Desde muito nova tive uma personalidade forte. Sempre muito
brincalhona, mas sempre muito reservada, nunca fui de abrir
minha vida, nem de procurar a vida alheia. Todo esse cenário
sempre colaborou pra que as pessoas tirassem suas próprias
conclusões sobre mim, e isso nunca me afetou, como afeta a
maioria. Até onde essa postura é ruim, eu não sei, mas foi
assim que os que me cercam aprenderam a me respeitar.
Fora os amigos de igreja, sempre convivi com pessoas de
hábitos bem diferentes dos meus, e isso incomodava muito
os outros no início, porque nunca cedia a nenhuma pressão,
nunca precisei ter as mesmas práticas que os outros
pra me sentir bem ou pra satisfazer alguém.

Nunca tive medo de falar a verdade, de negar um convite,
de expor uma opinião, e quem me conhece não me deixa
mentir. Hoje todos entendem a escolha que eu fiz, e pra
conviver comigo, essa é a condição: respeito.
Eu queria me alongar mais, e parece até que interrompi a linha
de raciocíonio, mas sei o quanto é chato ler textos extensos.
Então gostaria que você refletisse e se perguntasse:
Tenho eu moldado meu caráter a partir do outro?

Então fico por aqui.
Amo vocês, amigos que me respeitam.

quinta-feira, 27 de janeiro de 2011

I was not made for here...

Estas são as únicas palavras que me vem à tona neste dia.
Definitivamente.

If I find in myself
desires nothing in this world can satisfy,
I can only conclude that I was not made for here
If the flesh that I fight is at best only light and momentary,
then of course I'll feel nude
when to where I'm destined I'm compared...
(C.S. Lewis Song)

De agora em diante...

A partir de agora, esse blog terá o exclusivo objetivo de falar e
compartilhar sobre a pessoa que eu mais amo e procuro me dedicar.
Guess who!

quinta-feira, 6 de janeiro de 2011

Beijo no coração.

Começo o ano dizendo:
Beijo no coração de 2010, e 2011, me dá seu telefone!
Quero 2011 na minha cola, me lembrando que ele chegou chegando.
Já entrei o ano naquela vibe reflexiva-positiva, com algumas surpresas,
cheia de projetos, de dúvidas, cheia de Deus...
Espero que esse ano me impulsione no mesmo ritmo que o final de 2010.
Espero que eu possa estar mais com você, independente de quem seja você.
Eu quero poder ser mais sua amiga, ser mais presente, ser mais legal e
mais tolerante, quero saber de você, orar por você...
Me use e abuse.
Pra esse ano, também priorizei o blog.. vou precisar de vocês.
Espere e verás!

Bom, essa é minha saudação inicial...
Espero que vocês se multipliquem e sejam cada vez mais construtivos.